Clientes

Perfil de Cliente - John Good & Son Ltd Ver Todos »

View the PDF version

De Bom a Ótimo

Depois de 180 anos em atividade, a John Good Shipping está descobrindo maneiras de equilibrar uma reputação que transcende gerações com as demandas de um setor em rápida evolução.

"É um pouco clichê, mas todo dia neste negócio é diferente", diz Alan Platt, diretor administrativo da John Good Shipping. "Lida-se com diferentes cargas, diferentes países, diferentes culturas, diferentes setores. Nada é igual e velho; é sempre um desafio.”

Assim tem sido desde que John Good lançou, em 1833, a John Good & Co Ship Chandlers, Agents and Brokers, com foco no comércio com armadores do Báltico e da Finlândia. Embora o comércio tenha sido interrompido pela Guerra da Crimeia, a empresa cresceu e, no final do século, tornou-se John Good & Sons, criando uma conexão com a família Good que existe até os dias de hoje.

“Todavia há descendentes da família Good que são diretores não executivos da empresa hoje”, diz Platt. "O fato de as pessoas saberem que a empresa está na área há tanto tempo, e ainda financeiramente saudável, diz muito em termos de credibilidade".

Tendo iniciado sua carreira na indústria naval com uma companhia de navegação alemã, no início da década de 1990, Alan Platt mudou rapidamente para o ramo de movimentação rápida de bens de consumo, com um cargo na Kraft General Foods, depois, na Highland Distillers, antes de juntar-se à John Good em 1998. À medida que a indústria tornou-se mais competitiva e complexa, a John Good diversificou para uma série de áreas relacionadas - desde transporte marítimo e agenciamento de cargas, passando por transporte rodoviário e logística doméstica, até mesmo viagens corporativas. Ao mesmo tempo, a John Good diversificava para ficar à frente de um mercado em rápida evolução, apesar de muitos no setor de agenciamento de carga e logística lutarem para sobreviver.

"Vimos muitos transportadores de pequeno porte irem à falência, junto com várias empresas de agenciamento de carga menores, enquanto nós crescíamos", diz Platt. "Acreditamos que o nosso sucesso em tempos assim resume-se a uma equipe de gerenciamento bem legal, boa gestão de fluxo de caixa, e o entendimento de que o nosso negócio é, acima de tudo, prestação de serviços; tudo diz respeito aos clientes".

É cada vez maior a demanda dos clientes para reduzir custos e aumentar a qualidade de serviço, o que levou a um processo de evolução gradual na metodologia empresarial da John Good. Em resposta à crescente demanda por dados atualizados, a John Good contratou a PWC, em 2010, para avaliar diferentes fornecedores de software no mercado, a fim de sair de um sistema de gerenciamento de frete caseiro, que operava em servidores AS400 muito estáveis, mas ultrapassados.

“Estávamos chegando ao ponto em que ficava cada vez mais difícil encontrar desenvolvedores que pudessem trabalhar no software”, diz Platt. “Decidimos ser proativos e encontrar um software que fosse robusto e sustentável no longo prazo.”

Na hora de decidir, Platt diz que a John Good optou pelo ediEnterprise porque ele integra várias funções diferentes em um único sistema, eliminando a necessidade de vários fornecedores e sistemas de software.

“Está tudo lá no ediEnterprise, sem necessidade de adicionar sistemas extras, e nós percebemos que era uma solução mais robusta porque aquele suporte ficava  todo em um lugar só”, diz Platt.

De acordo com Platt, as melhorias nas eficiências operacionais fornecidas pelo ediEnterprise permitiram que sua equipe contábil se afastasse do trabalho repetitivo de registro de dados, além de dar acesso melhor e mais regular aos dados da empresa. O mais importante é que o software ediEnterprise deu a John Good acesso aos dados de alimentação necessários para prestar aos clientes o nível de informação que eles exigem cada vez mais.

"Dez ou quinze anos atrás, os clientes ficariam felizes com um relatório semanal sobre a situação de seus estoques e as previsões para os mesmos; hoje, eles querem saber exatamente quantos paletes estão armazenados a qualquer hora do dia", diz Platt. "Nossos clientes estão trabalhando em cenários just-in-time e é crucial que eles saibam onde estão seus produtos, porque toda a cadeia de produção e fornecimento pode ser suspensa ou interrompida se não receberem as informações a tempo".

John Good & Sons Oferece ao Cliente:

  • Serviços de Agência Marítima e Portuária em todos os principais portos do Reino Unido
  • Serviço completo de logística, incluindo frete, transporte e armazenagem
  • Serviços internacionais de gestão de fretes, com fortes ligações entre Europa e Ásia, Índia, Médio Oriente, América do Sul, África do Sul e Turquia
  • Escritórios internacionais próprios em Istambul e Izmir
  • Todos os aspectos do desembaraço aduaneiro, incluindo CFSP.
  • Transporte de contêineres
  • Distribuição nacional e europeia de Carga completa e fracionada

História Anterior de Cliente:

ACS Logistics, Áustria

Jovem, ágil e ambiciosa, a ACS Logistics, na Áustria, adotou a tecnologia para tornar-se um provedor de logística enxuto e de última geração, centrado em oferecer atendimento superior ao cliente.

Próxima História de Cliente:

Porto de Nelson

O Porto de Nelson não fica satisfeito apenas em facilitar o crescimento da região; quer ajudar a guiá-la.

  • Américas
  • Austrália & NZ
  • Ásia
  • Europa
  • África